Shopping center no MT não rompeu contrato com Energisa, decide STJ

Várzea Grande Shopping negociava compra de energia com Energisa, mas desistiu antes da assinatura do contrato; tratativas antes de assinatura já obrigam acordos prévios; explica comercializadora

A terceira turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) reconheceu por unanimidade que o Várzea Grande Shopping não rompeu contrato de comercialização de energia no mercado livre com a Energisa, operação que estava sendo negociada em 2016. Com a decisão, o tribunal fixou o pagamento de 1% do valor da causa como multa. O braço…

Se já for assinante, faça seu login

Entrar
Ou
Nosso conteúdo é exclusivo para assinantes, mas
você pode se cadastrar para continuar lendo

e ainda ter acesso a 3 matérias por mês. (apenas para não assinantes)

Cadastre-se aqui


Ou

O assinante da Brasil Energia tem acesso ilimitado a conteúdo exclusivo sobre todo o setor energético
elaborado por jornalistas qualificados e a análises de especialistas do mercado.
Apoie o jornalismo especializado e faça a sua assinatura por menos de R$ 2,70 por dia.

Assine
Leia também