Medidas drásticas contra crise hídrica colocam ações de elétricas em risco, diz Ativa Investimentos

Medidas restritivas ao consumo, que inclui adoção de racionamento, afetariam mais intensamente ações de geradoras, especialmente as com preponderância de hidrelétricas

A Ativa Investimentos vê o risco de que medidas mais drásticas de combate à crise hídrica afete as ações das empresas de energia elétrica listadas na B3. Segundo a Ativa, a adoção de medidas restritivas ao consumo, que inclui até mesmo um racionamento, afetaria de forma mais intensa as ações de geradoras, sobretudo aquelas com…

Se já for assinante, faça seu login

Entrar
Ou
Nosso conteúdo é exclusivo para assinantes, mas
você pode se cadastrar para continuar lendo

e ainda ter acesso a 3 matérias por mês. (apenas para não assinantes)

Cadastre-se aqui


Ou

O assinante da Brasil Energia tem acesso ilimitado a conteúdo exclusivo sobre todo o setor energético
elaborado por jornalistas qualificados e a análises de especialistas do mercado.
Apoie o jornalismo especializado e faça a sua assinatura por menos de R$ 2,70 por dia.

Assine
Leia também