Hidrogênio verde pode ser competitivo até 2030, diz Irena

Agência acredita que tecnologia pode desempenhar um papel crítico na descarbonização global e sugere estratégias para diminuição do custo 

O hidrogênio verde pode competir em custos com alternativas de combustíveis fósseis até 2030, de acordo com novo relatório da Agência Internacional de Energia Renovável (Irena, na sigla em inglês). Isso será possível a partir de uma combinação de custos decrescentes para energia solar e eólica, melhor desempenho, bem como economias de escala para eletrolisadores.…

Se já for assinante, faça seu login

Entrar
Ou
Nosso conteúdo é exclusivo para assinantes, mas
você pode se cadastrar para continuar lendo

e ainda ter acesso a 3 matérias por mês. (apenas para não assinantes)

Cadastre-se aqui


Ou

O assinante da Brasil Energia tem acesso ilimitado a conteúdo exclusivo sobre todo o setor energético
elaborado por jornalistas qualificados e a análises de especialistas do mercado.
Apoie o jornalismo especializado e faça a sua assinatura por menos de R$ 2,70 por dia.

Assine
Leia também