Expansão da oferta não pode mais se dar apenas via mercado cativo, diz EPE

Mudança que junta mercado cativo com livre no planejamento, no entanto, depende de aperfeiçoamentos regulatórios, pontua Thiago Barral

A expansão da oferta de energia baseada no mercado regulado não se viabiliza mais nos próximos anos e o governo já se prepara para que a nova geração e transmissão seja feita com base na realidade dos mercados livre e cativo. Na avaliação do presidente da EPE, Thiago Barral, a crescente expansão da oferta lastreada…

Se já for assinante, faça seu login

Entrar
Ou
Nosso conteúdo é exclusivo para assinantes, mas
você pode se cadastrar para continuar lendo

e ainda ter acesso a 3 matérias por mês. (apenas para não assinantes)

Cadastre-se aqui


Ou

O assinante da Brasil Energia tem acesso ilimitado a conteúdo exclusivo sobre todo o setor energético
elaborado por jornalistas qualificados e a análises de especialistas do mercado.
Apoie o jornalismo especializado e faça a sua assinatura por menos de R$ 2,70 por dia.

Assine
Leia também