ESS terá custo 39,1% maior em novembro, estima CCEE

Custos com encargo alcançarão R$ 6,4 bilhões, contra os R$ 4,6 bilhões de outubro; Se considerados apenas os ônus por segurança energética, percentual sobe para 80%

As projeções feitas pela CCEE para os custos dos Encargos de Serviços do Sistema (ESS), basicamente pelo acionamento de térmicas por segurança energética, indicam que este mês eles alcançarão R$ 6,4 bilhões, o que significa um aumento de 39,1% sobre os R$ 4,6 bilhões estimados para outubro. Se considerados apenas os ônus por acionamento doméstico…

Se já for assinante, faça seu login

Entrar
Ou
Nosso conteúdo é exclusivo para assinantes, mas
você pode se cadastrar para continuar lendo

e ainda ter acesso a 3 matérias por mês. (apenas para não assinantes)

Cadastre-se aqui


Ou

O assinante da Brasil Energia tem acesso ilimitado a conteúdo exclusivo sobre todo o setor energético
elaborado por jornalistas qualificados e a análises de especialistas do mercado.
Apoie o jornalismo especializado e faça a sua assinatura por menos de R$ 2,70 por dia.

Assine
Leia também
Abrir Whatsapp
Precisa de Ajuda?
Olá! posso te ajudar?