Contra crise hídrica, Instituto Escolhas sugere programa prioritário de renováveis

Momento atual seria ideal para avançar na expansão da oferta solar e eólica, além da biomassa, que possui prazos de implantação mais curtos e custos menores do que térmicas a gás, aponta Larissa Rodrigues

Para enfrentar a crise hídrica, o governo poderia instituir um Programa Prioritário de Energias Renováveis (PPER), nos moldes de plano semelhante previsto pela Medida Provisória 1.055/2021 para a termeletricidade, propõe o Instituto Escolhas. Na avaliação da entidade, o momento atual seria ideal para avançar na expansão da oferta de energia solar e eólica, além da…

Se já for assinante, faça seu login

Entrar
Ou
Nosso conteúdo é exclusivo para assinantes, mas
você pode se cadastrar para continuar lendo

e ainda ter acesso a 3 matérias por mês. (apenas para não assinantes)

Cadastre-se aqui


Ou

O assinante da Brasil Energia tem acesso ilimitado a conteúdo exclusivo sobre todo o setor energético
elaborado por jornalistas qualificados e a análises de especialistas do mercado.
Apoie o jornalismo especializado e faça a sua assinatura por menos de R$ 2,70 por dia.

Assine
Leia também