AIE: emergentes precisam investir sete vezes mais em energia limpa

Países emergentes e em desenvolvimento representam dois terços da população mundial, mas apenas um quinto dos investimentos em energia limpa

O investimento anual em energia limpa em economias emergentes e em desenvolvimento precisa aumentar em mais de sete vezes, de menos de US$ 150 bilhões no ano passado para mais de US$ 1 trilhão até 2030, para colocar o mundo no caminho para alcançar emissões líquidas zero até 2050. É o que mostra o novo…

Se já for assinante, faça seu login

Entrar
Ou
Nosso conteúdo é exclusivo para assinantes, mas
você pode se cadastrar para continuar lendo

e ainda ter acesso a 3 matérias por mês. (apenas para não assinantes)

Cadastre-se aqui


Ou

O assinante da Brasil Energia tem acesso ilimitado a conteúdo exclusivo sobre todo o setor energético
elaborado por jornalistas qualificados e a análises de especialistas do mercado.
Apoie o jornalismo especializado e faça a sua assinatura por menos de R$ 2,70 por dia.

Assine
Leia também